Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Para entender a importância da plataforma EAD, primeiro é preciso explicar o que é EAD e como funciona essa monetização de conteúdo digital. Então vamos lá!

 

O que é uma plataforma EAD?

 

A Educação à Distância, mais conhecida como EAD, nada mais é que uma modalidade de ensino onde as aulas com os professores são gravadas. Ou seja, são vídeo-aulas inseridas em um meio tecnológico que nos permite assisti-las quando e quantas vezes acharmos necessário, sem nos deslocarmos para a sala de aula em um determinado local e horário.

O ambiente das aulas precisa ser facilitador para que a aprendizagem virtual não se prejudique, comparada a aprendizagem presencial. O intuito é oferecer tudo que já se é oferecido nas salas de aula das faculdades, mas de um jeito moderno e que caiba na rotina de todos. E para muitos, o principal: uma modalidade de ensino à distância que cabe no bolso de todos, uma vez que os cursos online são bem mais em conta que cursos presenciais.

 

O ‘consumidor’ online do século 21

 

 

Já é muito comum a criação de landing pages que dão, gratuitamente, um e-book digital para download. Isto porque as empresas já entenderam que o que vende hoje em dia é conteúdo. Seja compartilhando no Instagram, fazendo vídeos no youtube, oferecer conteúdo para o público alvo é, definitivamente, o produto do momento. A partir disto, com toda esta modernização e mudança no comportamento do consumidor, muita coisa tem mudado no quesito ‘obter informação sobre algo’.

No mercado corporativo, por exemplo, temos visto muito empenho no que diz respeito a era digital. As plataformas EADs estão sendo utilizadas, não somente para ministrar aulas, mas também para estreitar o relacionamento entre empresa e colaborador por meio de palestras e campanhas online.

O que mais temos aprendido neste século é que não há barreiras quando se quer aprender algo e que devemos estar onde nosso público está: online!

Então por que devemos investir em um portal de ensino à distância?

  • Porque precisamos estar à frente do nosso público alvo, para superar as suas expectativas e satisfazer as suas necessidades;
  • A boa prática de ensino à distância pode gerar um lucro mais satisfatório, comparado a aulas ministradas presencialmente;
  • Se bem planejado, o conteúdo EAD consegue alcançar o timing de diferentes alunos, sem prejudicá-los na aprendizagem;
  • Não há problemática com deslocamento e disponibilidade de horário, o aluno estuda onde e quando ele quiser;
  • Sem necessidade de aguardar novas turmas se completarem, as aulas EAD estarão sempre disponíveis para novos ingressantes;
  • Possui caráter colaborativo e de autogestão: o próprio aluno administra sua rotina e entrega de atividades.

 

Como obter uma plataforma EAD de sucesso?

 

Para que sua plataforma tenha sucesso de acessos e interações é preciso seguir alguns pontos importantes, como:

  • Estrutura: onde ficará hospedada sua plataforma EAD? Ela é multi device?
  • Comunicação: a plataforma se comunica bem com o usuário? 
  • Interface: todo o design do EAD precisa ser convidativo, como a aula é online qualquer coisa avulsa pode prender a atenção do aluno e desviar do objetivo. Lembre-se do UX (User Experience).
  • Público-alvo: você sabe quem está do outro lado da tela? O que ele espera? O que ele mais aprecia na sua plataforma?

 

Gamificação dentro de plataformas de estudos à distância

 

 

Quem conhece um pouco de gamificação já sabe que tem o pé na modalidade de games. Mas para quem não faz ideia do que o termo significa, vamos destrinchar melhor abaixo.

Gamificação, ou como os designers costumam chamar de gamification (em inglês), já é uma grande aposta no mercado de educação deste século. Este termo refere-se à utilizar elementos de jogos com o objetivo de engajar pessoas, a fim de chegar a um objetivo.

No mercado estudantil, a gamificação funciona para despertar interesse no aluno, fazer com que quem assiste às aulas possa não somente assistir, mas colaborar. Por exemplo:

Há poucos meses desenvolvemos o projeto Magic Tree, uma série de apostilas da língua inglesa para o público infantil que também era disponibilizada em um aplicativo mobile totalmente interativo. E para incentivar o avanço da aprendizagem do aluno, nossa solução foi acrescentar um sistema de gamificação, onde as crianças sobem de nível ao concluírem os jogos educativos da plataforma!

Deu para entender esse ponto? Houve um engajamento do conteúdo com o aluno. E quando falamos de engajamento aqui, nos referimos a interação do usuário com a plataforma.

Com o conceito explicado, voltamos a parte onde discutimos como as instituições de ensino utilizam a gamificação no processo de ensino à distância, além do exemplo que mencionamos acima.

É importante ressaltar que, para utilizar a gamificação nesse nicho de mercado, é opcional fazer o uso de jogos.

O foco e objetivo da gamificação estão nas dinâmicas, como o exemplo já exposto, trabalhar com desafios, metas, que funcionem como incentivo para a aprendizagem.

 

Por que as instituições estão apostando na gamificação em seus métodos de ensino?

 

Foi comprovado por uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas que, a principal causa de evasão escolar no Ensino Médio é a falta de interesse do aluno com o estudo. Além disso, a tecnologia está muito presente na vida do jovem nos últimos 15 anos. Isso tende a aumentar e não é novidade para ninguém.

Com certeza um dia na vida já pensamos “como um adolescente consegue pensar tão estrategicamente em um jogo e se dar mal na escola?”. Pois bem, desafio, recompensa, atenção.

Há quem diga que os jogos atrapalham a evolução da criança, mas além de fazer com que ela pense fora da caixa, o jogo ainda acaba ensinando outras línguas, como o inglês por exemplo.

O jogo usado de maneira correta e sem exageros pode ser um diferencial na educação das próximas gerações, assim como já tem sido em instituições de ensino.

 

Conclusão

Já entendemos que um mundo onde temos a facilidade de estudar à distância, mudou as nossas vidas de forma definitiva – e para melhor! Analisamos, também, o uso da gamificação para somar às tentativas de sucesso nas plataformas online de ensino.

Para finalizar, vamos compartilhar um dado que te ajudará a compreender a dimensão que o mundo online tem trazido para as nossas vidas pessoais e profissionais:

Uma pesquisa realizada pela Spil Games, empresa privada especializada em games online chamados de free-to-play, mostra que 1.2 bilhões de pessoas no mundo já jogam algum tipo de game, ou seja, este número representa 44% da população online.

Se as pessoas já estão presentes neste universo tecnológico, por que não aproveitar esta ‘deixa’ para fazer algo inovador no mundo pedagógico?

Compartilhe:

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.