Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Já não é a primeira vez que citamos em nosso blog o termo Gamificação. E com a intenção de deixar esta prática ainda mais popular e facilitar a inserção dela em sua empresa, vamos te contar do que se trata e ainda, de que forma você pode utilizá-la. Para saber mais, acompanhe nosso guia de perguntas e respostas a seguir: 

 

 

O que significa o termo ‘Gamificação’?  

 

Gamificação

 

Prática que vem crescendo em diversos setores, a gamificação nada mais é do que criar uma forma de entretenimento e interesse para diferentes públicos com um único objetivo: o engajamento. 

Trazer para o ambiente empresarial elementos que são utilizados, normalmente, em jogos/games é a nova onda do momento de forma que seja adotada uma dinâmica que antes só era vista em jogos de computador e videogames, e que agora  faz com que equipes estejam mais engajadas, comprometidas e focadas à obtenção das metas e objetivos. 

 

Como a Gamificação funciona? 

 

Ainda falando em jogos, já que seu conceito partiu de lá, a gamificação tem por base tarefas a serem cumpridas, fases dos processos, enfim, desafios que precisam ser superados um a um.  

De modo geral, a ideia é trazer para os colaboradores lógicas e metodologias dos games que podem ser aplicadas na vida real. Tal prática pode ter diversas finalidades, como por exemplo, motivação, cooperação, competitividade, etc. 

O principal objetivo é promover a participação de todos os envolvidos, engajá-los na tomada de decisão, além de garantir a ideia de realização profissional e emocional. Afinal, com esta estratégia, estamos estimulando nosso instinto de competitividade natural para fazer das nossas atividades rotineiras, tarefas a serem cumpridas. Consegue compreender por que o termo tem tanta ligação com os games? 

 

Qual a diferença entre gamificação e o famoso game? 

 

O conceito vem dos jogos, mas será que ambos promovem a mesma temática? A resposta é: não necessariamente… uma das maiores diferenças entre o conceito empresarial de gamificação e a prática nos jogos é de que, nos jogos o único objetivo é entreter. E para isto, são utilizadas situações que, muitas vezes, fogem da realidade do ser humano.

Já no ambiente institucional o conceito é utilizado para alcançar objetivos tangíveis e tornar o cotidiano do profissional mais interessante e estimulante, se é que podemos chamar assim, fazendo com que não haja limitações: no jogo apenas nos divertimos, na vida real nos divertimos, nos motivamos e atingimos nossas metas. 

 

Quais são os benefícios de se praticar a Gamificação? 

 

Com os exemplos citados até aqui, já conseguimos compreender de que forma a gamificação atua em ambientes empresariais. Mas que tal destrincharmos algumas das reações que podem ser percebidas após a efetivação deste conceito? Confira a seguir: 

  • Melhoria do clima organizacional 
  • Aumento da motivação e consequentemente, produtividade das equipes 
  • Aumenta o engajamento com a marca 
  • Levantamento de dados certeiros de clientes e colaboradores 
  • Aprimoramento das rotinas de trabalho 
  • Permite vantagem competitiva 
  • Promove feedbacks valiosos 

E assim por diante… 

 

Como eu posso utilizar a Gamificação em meu negócio? 

 

Certo! Após toda a explicação do conceito e alguns dos benefícios fica aquele pensamento de dúvida, né? Como eu vou gamificar a minha empresa? Não é tão difícil como parece… basta seguir alguns pontos e você vai conseguir. Acompanhe: 

Em primeiro lugar, a gamificação não é apenas gerar entretenimento para engajar. Trata-se de uma estratégia corporativa que exige plano de implementação contendo mensuração de dados, metas, formas de ação, etc. 

Tendo em mente aonde quer chegar, vamos pensar nos meios para se chegar lá! Dentro do ambiente empresarial podem ser adotadas diversas ações que engajem os colaboradores por meio de jogos (sim, totalmente possível!), competições que promovam o acúmulo de pontos que se transformam em recompensas ou em leads, enfim, tudo dependerá da cultura organizacional, o objetivo e que tipo de gamificação será adotada, por exemplo: em equipes, para comunicação, para o departamento de recursos humanos… indicamos que tenha em seu plano de implementação, uma empresa especializada que possa lhe ajudar no processo.  

 

Cases de sucesso de Gamificação 

 

Ficou curioso para saber que tipo de empresa pratica a gamificação e de que forma? Fique tranquilo, mostramos para você: 

1) Starbucks: sim, amamos eles! Brincadeiras à parte, a Starbucks é uma das grandes empresas que fazem, praticamente, todo tipo de ação para engajar clientes. Por isso você a vê sempre por aqui no blog mas vamos à estratégia.

Como forma de gamificação, a Starbucks criou um aplicativo onde oferece troféus, estrelas, pontos a cada ação desempenhada da forma certa. Isso dá vantagens ao cliente, como: descontos, cafés grátis, etc. 

 

Starbucks

 

2) Microsoft: já a Microsoft utiliza o método voltado para seus colaboradores. Eles desenvolveram um sistema que ajuda as equipes de testes a encontrarem falhas nas traduções em milhares de telas de centenas de línguas dos softwares da empresa. 

 

Microsoft

 

3) Gerdau: Como forma de capacitação de funcionário, a Gerdau desenvolveu um jogo que, com óculos de realidade virtual, oferece ao colaborador um jogo de realidade aumentada, a fim de conceder conhecimento sobre seus produtos e serviços. 

 

Gerdau

 

A ideia de Gamificação inserida na realidade do cliente 

 

Falando em Gamificação por meio de interação tecnológica, é importante ressaltar que não somente existem meios de trazer esta teoria para as empresas de modo que só atinja colaboradores, mas também clientes, como citamos o exemplo da Starbucks. 

Para nos aprofundarmos um pouco mais sobre este item, temos como exemplo o aplicativo Duolingo, já ouviu falar?  

Partindo da teoria de que gamificar é o mesmo que transformar uma ação maçante em algo divertido e interativo, como menciona o blog Tendências Digitais, o Duolingo nada mais é que um aplicativo que ensina idiomas de forma prática e envolvente. A ideia é transformar a interface do objetivo em algo divertido e que entretém 

Em sua plataforma, o Duolingo estimula que o usuário cumpra metas diárias de ensino através de ações interativas.  

É como se fosse na vida real, lembra né? Tarefas do cotidiano com uso de tecnologia para ‘amenizá-las’… Estamos estudando uma língua diferente da nossa e existem graus a serem superados, como básico, intermediário e avançado. Para tanto, são utilizadas interfaces interativas e de fácil uso por todos, veja: 

 

Duolingo

 

Nesta temática, o aplicativo ganhou o mundo atendendo desde crianças a idosos de maneira simples e intuitiva.  

 

Conclusão: 

 

Nota-se que a prática de gamificação pode trazer grandes feitos para as empresas. Fato é que somar atividades rotineiras ao ato de fazer com que elas sejam engajadoras tornam o ambiente organizacional muito mais saudável e competitivo.  

No entanto, adotar esta estratégia vai muito além de incentivar o aprendizado e atenuar as responsabilidades dos colaboradores, a gamificação promove o engajamento de equipes e clientes e requer planejamento e um bom plano de implementação. 

Esperamos que neste post você tenha aprendido o que é e de que forma você poderá implementar a gamificação em sua empresa. Mas por agora, conta pra gente, existe algum assunto que você deseja que expliquemos a você? 🙂 clique aqui e envie-nos um e-mail de sugestão de pauta! 

Compartilhe:
Design Inovação Mercado
Foto perfil Bruna Marques Escrito por Bruna Marques
11/02/2020
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.