Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Ao falarmos de identidade visual é comum que venha a mente apenas a parte do logotipo. Mas será que se trata somente disso? Caso já tenha se deparado com as questões a seguir, este post é pra você.

  1. Como chegar até a forma do logo?
  2. O que devemos levar em consideração?
  3. Qual será o planejamento?

O objetivo deste post é explicar o conceito de identidade visual, destacando os elementos e mostrando, através de empresas exemplo, o que a identidade visual pode fazer pela sua empresa.

Nosso propósito é fazer com que você compreenda por inteiro qual a importância da identidade visual no processo de criação do seu negócio e como planejá-la.

É importante ressaltar que uma empresa sem sua história não existe, então vamos lá!

 

Você sabe o que é identidade visual?

“Como chegaremos até a forma do logo?”

Para sermos diretos e não darmos espaço para dúvidas, vamos explicar bem rapidamente: a identidade visual nada mais é que o conjunto de elementos visuais que dão vida ao nome e imagem de sua empresa. Combinando tipografias, cores, imagens, formas, ícones, etc, é construída uma marca.

E é à partir dela que tudo se cria…

Dentro do processo de construção de identidade visual é importante se atentar à história da sua empresa, o sonho por trás das burocracias: o que te move, qual seu objetivo, qual valor você quer entregar para o mundo, qual papel você quer exercer no mercado e assim por diante.

Entendendo essa parte, passe para o próximo passo: conciliar cores, fontes, formas, elementos gráficos e assim por diante, interpretar os conceitos e criar uma identidade visual com seu componente mais importante, o logo.

O seu público precisa olhar para a sua marca e se identificar, afinal, sua história e todos os elementos que construiu devem transparecer através dela.

Em outras palavras… você pode ter apenas um símbolo que você insira em suas redes sociais, flyers, etc., ou você pode ter uma identidade visual que conte a sua história, através de conceitos e técnicas de branding que transpareça a essência da sua marca e de sua organização.

O que diferencia grandes empresas de empresas comuns é o quanto você está disposto a oferecer um bom atendimento e por mais que atendimento muitas vezes remeta apenas ao contato telefônico, e-mail, rede social e afins, tenha em mente que atendimento é tudo que envolve o seu contato com o seu cliente.

Para este projeto, escolha reunir-se com pessoas que irão transformar o seu sonho em realidade. Profissionais que saibam discutir conceitos de design, técnicas de branding e faça dessa etapa um grande brainstorming de ideias incalculáveis para que seu objetivo saia do papel.

Use sua criatividade, pense em cores e reúna o resultado desta grande discussão em um manual de identidade onde sua marca possa ser expressada e respeitada por onde ela passar.

Outro ponto importante dentro do processo de criação de uma identidade visual é o questionamento: sua marca conecta? Ela conecta seu público alvo, seus colaboradores, sua história com sua realidade? Pense bem antes de responder, pois por trás de cada pergunta salpicada neste texto, tem um profundo entendimento que queremos que você absorva.

 

A conexão da marca

“O que devemos levar em consideração?”

A conexão da marca, como um todo, fala muito sobre seu público alvo, pois através da identidade visual e seus elementos conseguimos ter a leitura de cinco coisas essenciais dentro de um negócio: o público alvo, a cultura empresarial, os objetivos claros, o conteúdo e a autoridade.

Você deve estar se perguntando como conseguir marcar esses cinco pontos na construção de seu empreendimento e ter uma marca que conecta, certo? Então vamos lá:

Público alvo: é aquele com quem você quer falar, quer vender seu produto e/ou serviço. É a pessoa que irá se identificar com sua marca e adquirir o seu produto e/ou serviço. Todo cuidado na hora de construir a sua persona é essencial.

Cultura empresarial:  é tudo aquilo  que transparece a essência da sua empresa. Vocês serão do tipo modernos, tipo startup, modelo tradicional de empresa? Como será a cultura organizacional da sua empresa? Pense a respeito.

Objetivos claros: planeje o que será ofertado para o seu público. Com quais ferramentas você alcançará isso? de quantos colaboradores você precisará para que seu objetivo se concretize?

Conteúdo: quanto mais os dias passam, mais as pessoas compram conteúdo, conteúdo que acrescente algo às suas vidas, conteúdo que ofereça algo que elas não tinham conhecimento, conteúdo que converta. Aposte nisso!

Por fim, e maiormente importante: a autoridade, palavra que diz tudo. Uma identidade visual bem aplicada, seja através do logo, do seu site, do seu folder, do seu colaborador, do seu escritório, trás autoridade.

Autoridade no produto e/ou serviço que você oferece, autoridade que transparece excelência no atendimento prestado. Escolha, sempre, ser excelência. Questione-se qual papel minha empresa irá exercer no mercado?

Veja o exemplo de grandes empresas como Coca-Cola, Starbucks, Natura, Pão de Açúcar, Vale, Google e outras milhares de cases de sucesso que já passaram por este processo.

Elas não vendem apenas produtos e serviços, elas vendem marca. Veja só como elas fazem isso: quando você está almoçando ou jantando em um restaurante, você diz “por favor, me traga um refrigerante de cola” ou você diz “por favor, me traga uma Coca-Cola”?

lata da Pepsi com sua identidade visual ao lado esquerdo com a frase a sua direita "Pepsi, pode ser?"

De repente o garçom diz “pode ser Pepsi?” e ele diz isso pelo fato do senso comum, ele sabe que você quer um refrigerante de cola, mas como naquele dia estava em falta este produto, ele entende que você aceitaria uma outra marca, pois seria o mesmo produto, correto?

O que queremos dizer é que a marca está tão forte, tão presente em nossa rotina que pedimos por ela e não pelo produto, que era o refrigerante de cola.

Para falarmos sobre o próximo grande exemplo, tocaremos no assunto de renovação da identidade visual ou redesign da marca. Mas fique tranquilo, explicaremos o porquê deste processo e explicaremos rapidamente do que se trata.

Algumas empresas, em determinado momento de sua existência, por inúmeros motivos como o que vamos contar a seguir, precisam se re-criar, trazer coisas novas, mudar “a cara” e afins.

Então elas optam por uma reestruturação da marca. Com base em estudos do comportamento do consumidor, mapeamento do que a empresa quer atingir e práticas de marketing, o logo existente é recriado trazendo um novo rumo para a empresa no mercado que ela deseja se conectar.

Entendido esta parte, vamos contar, brevemente, a história da reestruturação da marca da Starbucks

A Starbucks quando iniciaram no mercado de cafeteria usavam um logo que tinha ao centro a imagem uma sereia, inspirada do livro de Moby Dick, e ao redor estava escrito “Starbucks Coffe Tea Spices”, algum tempo depois diminuíram as frases para apenas “Starbucks Coffe”.

Em 2011 a cafeteria começou a enfrentar problemas de mercado, não necessariamente de concorrência, mas de perfil de persona. As vendas caíram.

Para não perderem o império que tinham construído, eles então tiraram o coelho da cartola: “e se vendêssemos muito mais que cafés e chás? e se passarmos a vender a xícara que eles tomam o café? ou ainda, camisetas, sorvetes…” e toda a gama de produtos que já conhecemos.

Copo e xícara com identidade visual da Starbucks em cima de uma mesa

Mas para isso, precisariam renovar seu logotipo, sem deixar sua identidade visual de lado, afinal, era ela que conectava, era ela que já era conhecida e muito popular.

Com esta consciência, objetivo claro e público alvo definido, eles então criaram o logo onde aparecia somente a sereia e a cor da marca, nada mais. Para que mais? A sua identidade visual já dizia muito.

Hoje, em 2019, vemos o peso desta mudança. Com o novo projeto alcançaram muito mais pessoas das quais poderiam imaginar e voltaram a reinar no mercado de cafeterias e agora, souvenirs.

 

Conclusão

É importante afirmar que passado todo o processo de criação de identidade visual e criação de logo, é preciso pensar em como comunicar este feito. Seja através de site, aplicativo, palestra, rede social, banner, Google e milhares de formas de comunicação já existentes no mercado. Mas isso já é assunto para outro post.

Chegamos ao fim e perguntamos novamente: Por que é extremamente importante planejar a identidade visual da sua empresa? Agora você já sabe. E lembre-se, identidade visual não se trata apenas do logotipo.

Em caso de dúvidas indicamos que nos procure em algum de nossos contatos e não deixe esse questionamento para depois, escreva ou ligue para nós!

Compartilhe:
Design
Foto perfil Bruna Marques Escrito por Bruna Marques
16/09/2019

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.