Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

É totalmente compreensível que os termos posicionamento e reposicionamento da marca sejam confusos para aqueles que não fazem parte do segmento de design. Na verdade, é muito comum o não conhecimento das duas práticas e o mais importante, o conhecimento da diferença entre elas.

 

O que é posicionamento de marca?

 

Para sermos diretos, podemos dizer que posicionamento de marca é tudo aquilo que atinja a memória e o reconhecimento do seu público. Chamamos esta estratégia de branding, não foca em produtos e serviços, mas sim na imagem que sua marca irá transmitir para o seu cliente.

A partir deste pensamento, seu cliente poderá distinguir e comparar marcas que melhor se relacione com ele. Grande parte desta estratégia é estruturada nos concorrentes… e mais abaixo você entenderá o porquê.

 

Por que posicionar a marca?

 

Começamos este parágrafo com uma frase daquelas que devemos guardar como mantra: o posicionamento da marca e a própria marca estão inteiramente conectados àquilo que a empresa é e representa para seus clientes. 

O que queremos dizer com isto e, já respondendo a pergunta do subtítulo, ao criar uma identidade visual e posteriormente posicionar a sua marca, possibilita uma infinidade de relações com o seu público-alvo, garantindo não somente conversões para a sua empresa, mas conversões rica em target, ou seja, público alvo atingido com sucesso. Isto significa mais que vender, atingir o seu público alvo é ganhar na loteria.

Ou seja, sabendo que o posicionamento é nada mais que o lugar que sua empresa (produto ou serviço) ocupa na mente e no sentimento do consumidor, entendemos que se a prática bem planejada e acionada, teremos infinitos caminhos para alcançar uma vantagem competitiva de mercado para sua empresa.

E ainda nem mencionamos o fato da importância da experiência do usuário, que muito coincide com o conceito de posicionamento de marca. Já mencionamos aqui em nosso blog a importância deste fenômeno e neste contexto, a experiência do usuário nada mais é do que o que ele sente ao adquirir um produto ofertado pela sua empresa. Qual a imagem que sua empresa deixará na mente dele? O que ele fará com esta informação? E assim por diante…

 

Quais são os benefícios do posicionamento de marca para minha empresa?

 

Para que um produto e/ou serviço alcance notoriedade e espaço no mercado, é imprescindível que os mesmos traduzam em suas comunicações, aquilo que sua empresa representa. Com isso, não somente podemos ser comparados com os nossos concorrentes, mas maiormente poderemos nos conectar com os nossos clientes através da nossa marca. Um cliente que se identifica com um produto e serviço oferecido, é um grande cliente fidelizado.

É importante mencionarmos, se tratando de benefícios de posicionamento, que não importa o segmento do seu empreendimento, ter uma bússola para saber o caminho a seguir é essencial. Todo movimento dependerá de um posicionamento claro e objetivo e só um plano de posicionamento de marca é capaz de auxiliar nisto.

Quando falamos em posicionamento de marca devemos saber que este trabalho muito se iguala ao trabalho de formiguinhas, afinal, o que planejamos hoje, só veremos o resultado amanhã. Uma marca bem posicionada comunica valores e atributos que a empresa acredita, ou seja, uma marca bem posicionada no mercado está consolidada na mente dos consumidores. 

 

Como posicionar a minha marca?

 

Conceito explicado, vamos à ação começando com um conselho: conte com profissionais que acreditem na sua identidade visual tanto quanto você! Assim ficará mais fácil posicionar a sua marca e mostrar para o mundo o seu propósito. Estaremos à disposição caso precise de nós! 

  • Durante o processo é necessário mapear os pontos de contato de sua empresa para garantir a comunicação entre marca e consumidor.
  • Encontrar o seu espaço faz com que você não se doe por algo que não dá resultado! Ou seja, de que adianta comunicar na rede social se o seu target não está lá? De acordo com o especialista em posicionamento de marca, Ismael Rocha Júnior, com as inúmeras opções de comunicação no mercado, é necessário descobrir onde sua empresa se destaca e investir nisto.
  • Entender as novas demandas e o constante avanço das tecnologias te faz compreender as necessidades dos consumidores e adequar a sua identidade a este comportamento, isto se chama posicionamento.
  • Sabemos que o brasileiro passa, em média, de 6 a 8 horas do seu dia mexendo no celular, se formos contar quantas horas ele passa na internet no geral, em notebooks, desktops, etc, o número será o dobro ou talvez mais. Com esta informação fica óbvio dizer que sua empresa precisa estar com o posicionamento antenado, site atualizado, comunicação através de imagens nas redes sociais, etc.

Estas são algumas das muitas situações das quais você e sua equipe irão se deparar ao planejar o posicionamento da sua marca, espero que estes pontos iniciais ajude-os a ter um norte de por onde começar e o mais importante, ter conhecimento do conceito básico da prática.

 

Mas afinal, e o que é reposicionamento da marca e quando devo fazê-la?

 

Como o próprio nome já diz, reposicionar a marca é atualizar e alterar o que for necessário no posicionamento anterior.

Geralmente optamos por esta prática quando observamos declínio de vendas, alterações internas como novos produtos ou até novas tendências do mercado. Sim, a empresa precisa adequar-se ao mercado… e não ao contrário. 

Diante destas situações podemos reposicionar a marca, alterando ou, se preferir o termo atualizando a imagem que ficou na mente do consumidor.

Reposicionar a marca tem sido muito comum em grandes empresas que desejam alcançar novos horizontes, como por exemplo o Subway, a Starbucks, o Carrefour, enfim… isto também pode acontecer quando a empresa é muito experiente e autoridade no mercado a ponto de garantir uma imagem de tradicional, antiga… e então ela se atualiza ao seu consumidor.

Antes de ler o próximo parágrafo, dá uma olhada na evolução das marcas no quesito design:

Em junho de 2017, durante a ABF Franchising Expo 2017, feira voltada para comercialização de franquias, a franquia Subway anunciou uma mudança em sua identidade visual. Mudança cujo objetivo era renovar e oferecer aos seus consumidores uma melhor experiência de seus produtos. O novo design trouxe frescor e bem estar, segundo o tipo de layout escolhido. O layout por sua vez, intitulado de “Fresh Forward”, indica o reposicionamento da Subway, que começou esta transformação nos Estados Unidos, em 2016.

 

 

Já mencionamos neste blog a evolução da marca Starbucks. No passado empenhada em vender cafés e chás, mas já fazem alguns anos que seus produtos se expandiram, vendendo então não somente cafés e chás, mas como consumir eles (canecas e copos) e ainda, promoveram a venda de vestuário.

 

 

No ano de 2010 a marca de supermercados Carrefour adotou um novo posicionamento de marca onde comunicaram que além das redes de hipermercado, supermercado e mercados de bairros, passariam a oferecer cartões de crédito, farmácias e postos de gasolina. 

A decisão de incluir novos consumidores ao seu negócio, fez com que a marca alterasse de maneira singela, o seu logotipo. 

É importante destacar que nem sempre uma empresa que alterou o seu design, efetivamente promoveu um reposicionamento de mercado/marca. Vamos entender como isto funciona?

 

Redesign versus Reposicionamento de marca 

 

Nós já sabemos a esta altura que identidade visual não é marca. Caso ainda reste alguma dúvida quanto a isto, por favor acesse o nosso blog para maiores informações.

 

 

A identidade visual é um conjunto de técnicas e cores que compõem o seu logo, mas não necessariamente carrega por trás um propósito de negócio. Caso carregue, ela então se chamará marca. 

É muito comum que vemos no mercado marcas que nem sequer possuem identidade visual. Por conta disto, acabam não alcançando o target da maneira correta, sendo até prejudicado no seu desempenho financeiro e empresarial.

Portanto, redesign é o que chamamos de nova identidade visual. Atualização da que já existe. Não necessariamente fruto de reposicionamento.

Rebranding, como chamamos de reposicionamento da marca, nem sempre visível, afinal uma empresa pode mudar seu posicionamento sem alterar sua identidade visual, é o que chamamos de nova cultura da marca. Alteração de goals e cultura organizacional. 

 

Qual a importância do reposicionamento da marca?

 

Quando falamos em reposicionamento da marca queremos automaticamente dizer que a marca foi revigorada! Está com um ar diferente. 

Dependendo da razão que motivou a empresa a reposicionar-se, a atitude pode corrigir falhas, promover melhorias, alinhar cultura organizacional e mercado, enfim, trazer um fresh air para os olhos do consumidor. É renovador. Mas somente quando necessário. 

De modo geral, o reposicionamento se faz necessário em situações de crise, mas também transmite interesse em divulgar novas metodologias, renovar os produtos e serviços oferecidos e também atingir novos públicos.

 

Conclusão:

 

Ambos os processos, posicionamento e reposicionamento, requer etapas a serem seguidas, como comunicação visual, produção de materiais gráficos, alterações na identidade visual, entre outras. Salientamos novamente a importância de uma equipe especializada e dedicada em ambos processos, uma vez que o posicionamento da marca será o canal direto da sua empresa com o consumidor. E sem o consumidor, o que a empresa se torna? …

Compartilhe:

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.