Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Seja você aquele empreendedor que está prestes a lançar uma marca ou aquela pessoa que sonha em ter o seu próprio negócio, com certeza um dos questionamentos iniciais a este grande passo a ser tomado foi: Qual será o nome da minha empresa? De que forma este nome será, por escrito, ou um desenho…?

Embora de primeiro momento pareça algo simples como: Vou colocar as iniciais do meu nome e sobrenome, ou ainda, o nome da minha cor favorita (pode ser!)… essa tarefa exige cuidados extremamente especiais, afinal, como já mencionamos neste blog, a sua marca levará o significado de sua empresa, o motivo pela qual ela existe e que espaço ela quer ocupar no mercado.

Para entender quais os passos a serem seguidos e o que representa, de fato, uma marca e sua identidade visual, vamos aos conceitos.

 

O que significa o termo Marca?

 

Quando falamos em Marca nos referimos à identificação de um item aos demais. Por exemplo, uma marca é a maneira que um produto ou empresa encontra para se diferenciar dos demais produtos e das demais marcas presentes no mercado.

Trata-se de uma representação simbólica que pode ser desenvolvida através de letreiros, símbolos, ou então como costumamos dizer, um logotipo.

 

logo

 

De acordo com o famoso site de pesquisas, Wikipedia, logotipo, logomarca ou apenas logo, nada mais é que a representação de uma entidade, seja ela pessoa ou empresa, formada por letras fundidas em um único tipo, compondo uma sigla ou símbolo. Ou seja, é a própria marca.

 

Como desenvolver a marca do meu negócio?

 

Sabendo o significado de marca, podemos nos aprofundar ainda mais no âmbito/esfera/área do design e trazer à tona a identidade visual que fará parte do processo de construção de uma marca.

A identidade visual, por sua vez, nos traz a essência da marca. Por exemplo: Por que ela existe? Qual papel ela tem no mercado? Quais são suas intenções? E assim por diante… a ideia da identidade visual é esculpir o propósito por detrás da marca. Entender por que ela existe em comunhão com as necessidades e características do público alvo que ela irá atingir.

Parece complexo, mas não é! Acredite, a identidade visual traz vida ao seu negócio e se houver planejamento será fácil tirar o seu sonho do papel e traduzi-lo em uma marca.

Caso reste alguma dúvida sobre o que é identidade visual e como aplicá-la, não hesite em visitar o nosso blog e acessar: Por que é importante planejar a identidade visual da minha empresa? 

Seguindo o raciocínio… para desenvolver uma marca eficiente e, quando citamos a palavra eficiente, nos referimos a uma marca bem estruturada, com a identidade visual casada com a estratégia de negócio da empresa e ainda, com o público alvo previamente tagueado e planejamento claro de comunicação, será preciso seguir um passo a passo. Acompanhe conosco a seguir:

1) Defina o seu público alvo: Sim! Público-alvo em primeiro lugar, afinal, para que tanto planejamento de marca, se o foco não é atingir alguém? Não é bem assim, certo? Pense que, quanto mais pessoas a sua marca quiser atingir, menos segmentada e fidelizada ela será.

E não, não estamos, em termos informais, viajando! A sua marca não poderá atingir o mundo todo e sim aquelas pessoas das quais se identificam com o que sua marca oferece. Desta forma, você terá clientes fidelizados e que de fato, necessitam do seu produto e/ou serviço em suas vidas.

Ou seja, com um público-alvo bem estruturado, o propósito do que sua empresa oferecerá terá um match importantíssimo para o mercado. Não sabe como definir público alvo? Acesse e saiba mais: As 5 maiores dificuldades ao se comunicar com seu público-alvo.

2) Planeje os conceitos e propósitos da sua marca (qual o foco e personalidade da minha empresa?): Lembra que mencionamos acima sobre a história da marca para desenvolvimento da identidade visual? Então… é preciso ter em mente que uma marca é muito além do logotipo!

A marca remete ao para o consumidor sensações e sentimentos que promovem a identificação da personalidade do mesmo com o seu produto/serviço. O que queremos dizer com isto é que, após a definição de público alvo, a sua empresa precisará compreender o que ele espera que uma empresa lhe ofereça. Logo, os conceitos definidos por vocês levarão o consumidor a lembrança daquilo que sua empresa oferece.

Quer um exemplo? Digamos que sua empresa é uma marca de jeans e quando o consumidor pense nas calças que sua empresa desenvolve logo ele atribui a conforto e elasticidade. Essas duas características do produto serão atribuídas a sua marca. Então, encontre seus diferenciais e garanta que tudo que for prometido em campanha, seja cumprido no que for ofertado.

3) Verifique se o nome da sua marca está disponível para registro: É muito comum, por pensarmos que a ideia da marca esteja saindo da nossa própria cabeça, acharmos que ela não existe no mercado. Mas a realidade é um pouco diferente… sim, a sua marca pode já ter dono!

E verificar nos registros de patentes se o que quer lançar já existe ou não te poupa de uma grande dor de cabeça! Imagina que você investe em lançamento de campanha, designer, enfim, tudo que uma marca exige e então descobre que não pode usá-la por já ter dono? Ou então, não pesquisa… lança a marca e recebe um processo pelo uso da mesma? Chato, né… e creio que no início da existência de sua empresa, isto é a última coisa que você espera…

Neste aspecto, indicamos que procure um escritório especializado em Marcas e Patentes para que eles façam essa pesquisa e, estando disponível, realizem juntos o registro no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

4) Escolha a aparência da marca (cores e fontes): É chegado o momento tão especial e importante, a escolha tangível da marca. Após estudos e planejamento ficará mais fácil desenvolver a identidade visual para criação da marca e suas variáveis.

Nesta etapa, conte com um profissional especializado que fará do seu sonho, um grande passo tomado! Durante a pesquisa da marca como um todo, o profissional especializado terá muito critério na escolha de fontes, cores e formas com base nas pesquisas de público e mercado.

Neste ponto, indicamos que não pense somente na estética ou em gostos pessoais e sim na estratégia por detrás da sua imagem.

5) Invista em uma campanha de planejamento: Com o público alvo definido e a marca bem estruturada vem as comunicações, sim, o marketing. Sabendo o que seu produto oferece e em que praça oferecerá será fácil criar campanhas de marketing para fazer com que seu produto fique conhecido e alcance leads qualificados!

Se prepare para este momento, pois, como qualquer ação que gera resultado, você precisará ter reservado um valor para esta etapa. Costumamos dizer que marketing é um investimento e não um gasto… Tendo estas cinco dicas em mente, vamos aos exemplos.

Podemos citar aqui inúmeras grandes marcas que fazem parte do nosso cotidiano e que acabamos trocando o nome comum do produto pelo nome da marca, de tão conhecidas que são, como a Gillette, por exemplo, alguém ao ir no mercado procurando por este produto, diz ao vendedor: “Por favor, onde fica o aparelho de barbear?”… não, né? Ou melhor, muito raro! Seguido deste pensamento, pense nos produtos que, além de entregar qualidade, oferecem benefícios e por trás do produto deles têm uma super produção de propaganda e marketing, como por exemplo:

  • Pesquisar na internet: Google.
  • Comprar sabão em pó: Omo.
  • Procurar por água sanitária: Cândida.
  • Precisar de um desinfetante: Veja.

E por aí vai… as marcas ficaram tão famosos que passamos a chamar os produtos pelo nome da marca! Isto se chama senso comum e cultura… passa de um para o outro.

Estas marcas que citamos acima são chamadas de marcas top of mind, que quer dizer que elas estão no topo das nossas mentes e escolhas!

E não é somente pela marca, pelo prazer de dizer que compra Omo, compra Apple, etc… mas sim estamos comprando o que as marcas oferecem! Produtos e serviços que fazem a diferença em nossas vidas através de suas marcas… conseguem compreender? A maneira como o cliente lembra destes e de outros produtos, foi planejada pela marca. Houve um estudo, um planejamento e conquistar tal patamar não é uma tarefa fácil. Exige a dedicação de toda a empresa, em cada detalhe do processo.

Acreditamos que as dicas citadas aqui irão ajudar na concepção de sua marca e os exemplos citados, ficarão ainda mais claros em sua mente no momento de planejar o que oferecer, para quem, onde e como.

É importante ressaltar que você nunca terá % de controle sobre a percepção das pessoas à sua marca. A sua empresa pode conduzir e gerenciar a sua reputação, mas não será totalmente garantido que todas as percepções, que serão individuais, sejam sempre positivas.

O que será preciso ter em mente é que sua empresa deverá se empenhar ao máximo no oferecimento de uma solução, e fazer com que seu público alvo identifique-se com sua marca de uma maneira positiva, única e intimista.

Compartilhe:
Branding Design Inovação Mercado
Foto perfil Bruna Marques Escrito por Bruna Marques
18/02/2020
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.