Marketing Viral: como trabalhar essa estratégia para melhorar a imagem da sua empresa

Marketing Viral: como trabalhar essa estratégia para melhorar a imagem da sua empresa

Há dois lados da moeda quando se trata de Marketing Viral, sendo o primeiro quando se trata de um planejamento definido, e que chega a um alcance nem mesmo imaginado nos melhores cenários, ampliando o alcance e o reconhecimento da marca.

O outro lado, e que é o grande temor das equipes de marketing, é que ninguém pode prever com 100% de precisão se uma campanha se tornará viral, apesar dos esforços para isso e as vantagens aliadas.

Isso é uma realidade que tem diversos aspectos, pois apenas os consumidores e internautas – tendo em vista o maior potencial de conteúdo viral na internet – possuem o verdadeiro controle sobre a viralidade de algo com o compartilhamento e criação de memes, por exemplo.

Em um primeiro momento, pode parecer impossível, pois as empresas que controlam o orçamento de uma campanha publicitária, pensam que é preciso gastar muito dinheiro e tempo para falar sobre as vantagens de seu serviço e criar um conteúdo realmente diferenciado.

No entanto, vale ressaltar que nem sempre é preciso muito dinheiro, nem muito tempo, apenas qualidade e conhecimento de tendências e do próprio público.

Pode ser um estalo de criatividade, algo menor que passa despercebido em uma reunião de brainstorming, mas que colocado dentro de um contexto de marketing, ajuda a direcionar o tráfego no ambiente virtual e, consequentemente, aumento das vendas – bem como para conferir o aspecto de viral à campanha, sendo mais criativa e sagaz.

São técnicas que não requerem muito tempo, não envolvem grandes orçamentos e que não dependem da sorte.

Uma Assessoria contábil, ou qualquer outro segmento empresarial, que não usa técnicas de marketing viral online, ou não está familiarizado com esse tipo de divulgação, pode colocar o próprio negócio em desvantagem diante do mercado consumidor.

Resultado: perder um número elevado de visitantes em potencial para o site ou loja virtual.

O que é o marketing viral?

Tecnicamente, o marketing viral pode ser descrito como um conceito dentro da área da publicidade que se espalha como um vírus.

Qualquer ação que dê um impulso à divulgação boca a boca é considerada marketing viral, cujo objetivo é alcançar novos públicos e criar consciência instantânea entre os consumidores.

Seja um amigo dizendo para o outro que abriu um Escritório contábil na cidade, ou um compartilhamento de um conteúdo nas redes sociais!

Esse conceito, ou método, como também é conhecido por equipes de marketing, utilizam diferentes ferramentas, todas elas impulsionadas principalmente pela tecnologia e a internet.

Por isso, é preciso entender que o marketing viral pode estar em:

  • Áudios;
  • Imagens;
  • Mensagens de texto;
  • Vídeos.

Contudo, materiais mais dinâmicos, como imagens, áudios e vídeos tendem a ter um maior potencial de alcance e viralização.

Esses materiais são produzidos para que as pessoas possam divulgar sobre as novidades que tem em sua loja, como a promoção de cortinas blackout, por exemplo, ou um serviço de forma espontânea, em vez de apenas visualizar um anúncio comercial na TV, ou ouvir uma propaganda no rádio.

Técnicas de marketing viral para empresas

Quando algo se torna viral, esse material se espalha de forma extensa e rapidamente de uma pessoa para outra.

Com diferentes plataformas digitais à disposição e, principalmente, o acesso às redes sociais, compartilhar histórias, imagens e vídeos para milhares, e até mesmo milhões de pessoas, pode acontecer em questão de minutos.

Apesar de não ser uma fórmula mágica, é possível empregar algumas técnicas de marketing que contribuem, em algum ponto, a viralizar a marca e, consequentemente, os produtos e serviços de uma empresa.

1. Segmente o público e canais apropriados

O primeiro passo para desenvolver uma campanha de marketing viral é descobrir de quem se trata o público-alvo e seus interesses, bem como se essas pessoas estão inseridas no mundo virtual

Nada se torna viral por conta própria, pois é necessário enviar a mensagem certa para as pessoas certas. A mensagem precisa criar interesse, e isso desperta o senso de compartilhamento com o círculo social ao qual está envolvido.

Se uma empresa quer falar sobre Projeto elétrico residencial com resistência duradoura, isso pode ser apresentado por meio de um vídeo gravado no local de forma criativa, trazendo a rotina e até uma linguagem mais dinâmica e “extrovertida”, visando se comunicar com a audiência e propagar o conteúdo.

Por isso é importante entender que o marketing viral também trata de oportunidades que devem ser percebidas por profissionais de marketing, e direcionar todo o potencial para o público mais adequado.

2. Crie apelo emocional

O marketing viral não necessariamente causa um impacto no primeiro momento, a menos que tenha apelo emocional.

Essa é a técnica mais eficaz quando se trata desse tipo de campanha, pois as pessoas se sentem inseridas em uma história, ou comovidas com a situação em que a personagem se apresenta, seja real ou ficcional.

Exemplo, uma empresa que vende o serviço de digitalização de documentos, pode usar em sua campanha publicitária a situação de uma assinatura digital da escritura da sua nova casa.

O impulso emocional de qualquer campanha viral deve ser forte o suficiente para conseguir chamar a atenção do público, e tocar as pessoas de alguma maneira.

3. Faça algo imprevisível

Nos primórdios da internet, quando tudo ainda era novidade, era comum encontrar em um shopping, ou em uma rua movimentada, ou até mesmo dentro de transporte público, como aviões, metrôs e ônibus, os flashmobs.

Assim como ocorria nessas situações, ainda vale surpreender os espectadores com algo imprevisível, uma atividade, dinâmica, interação ou ação para provocar sentimentos, reações e pensamentos.

Pode ser um flashmob, reunindo diferentes participantes para cantar uma música. Um artista de rua que transforma o equilíbrio em arte.

Para divulgar Cursos profissionalizantes vale espalhar profissionais formados pela instituição de ensino em avenidas movimentadas e realizar uma ação solidária em prol da saúde.

4. Habilite o compartilhamento e a incorporação

Para ser reconhecido como um marketing viral de fato, é preciso que ele se espalhe como um vírus do bem, nas redes.

Dessa forma, é imprescindível que o material de divulgação seja facilmente compartilhado entre os seguidores para pessoas que ainda não conhecem a marca ou os bens de consumo.

As redes sociais são essenciais para esse tipo de campanha, pois elas possuem ferramentas simples que permitem o compartilhamento de forma automática.

Há muitos blogs e sites especializados que produzem conteúdo a partir do material distribuído por agências de publicidade.

Por isso é importante que todo material possa ser incorporado a textos e artigos, para que o viral tenha resultado satisfatório.

Vantagens e desvantagens do marketing viral

Ao planejar e produzir o conteúdo de marketing viral seguindo as técnicas apresentadas, é imprescindível tornar o material que seja digno de compartilhamento. Então ele é liberado ao público, com a esperança de que se espalhe ao vento, ou melhor, às redes sociais, principalmente em negócios com nichos mais diversos.

É isso que torna o marketing viral imprevisível. Nem tudo que um profissional cria vai ressoar da maneira desejada junto ao público. E mesmo que isso aconteça, nem toda peça publicitária convencerá os usuários a divulgá-las nas próprias mídias sociais.

Dessa forma, é importante entender quais são as vantagens e as desvantagens que envolvem o marketing viral, e como isso pode ser muito útil para a imagem da empresa.

Vantagens

O marketing viral tem vantagens que realmente valem a pena o investimento, a começar pelo baixo custo.

Suponhamos que uma distribuidora de Câmara fria queira investir no marketing viral. Nem sempre é necessário gastar rios de dinheiro para produzir uma campanha de marketing que visa o compartilhamento entre as pessoas. Em determinados casos, as ideias mais simples são as que ecoam de maneira viral.

Quando bem feito, o marketing viral pode oferecer um excelente ROI (Return Over Investiment), ou retorno sobre o investimento.

Além disso, há o alcance que espalha a mensagem e a marca da empresa além das fronteiras da bolha/nicho mais comum de clientes e contatos.

Isso passa mais credibilidade à empresa, tornando um assunto que está na boca das pessoas em reuniões entre amigos e familiares, além de trazê-la ao imaginário dos consumidores como uma opção de negócio.

Sendo bem quisto, esse passa a ser o ingresso da empresa para um reconhecimento instantâneo e, devidamente trabalhado, duradouro da marca junto ao mercado consumidor.

Desvantagens

Embora um marketing viral possa elevar a conscientização sobre a marca de maneira econômica, caso a campanha não atinja os objetivos como imaginado, pode diluir a marca, criando um burburinho negativo e, em alguns casos, até mesmo o temido “cancelamento digital”.

Vale ressaltar que o que torna-se viral pode levar a um influxo maciço de novos usuários que desaparecem repentinamente depois de acompanhar e compartilhar a campanha por um determinado tempo.

Encontrar o equilíbrio é essencial nesses casos, pois o sucesso e o fracasso de um marketing viral, possuem limites ínfimos, sendo necessário ações para manter os leads conquistados, ou aqueles com maior potencial de conversão, conforme os objetivos da estratégia criada.

O melhor, em todo caso, é ser criativo e manter o bom senso, aliado aos objetivos do negócio, além de resguardar a marca frente possíveis ataques da opinião pública, tendo uma equipe preparada para momentos de crise/reversão.

Conclusão

O conteúdo viral tem o potencial para atingir e influenciar audiências em massa, mas na prática pode ser extremamente difícil encontrar um ponto de equilíbrio que realmente funcione de maneira automática.

A empresa que produz Necessaires personalizadas, por exemplo, precisa entender o público que precisa atingir. Assim ela entenderá como utilizar os motivadores emocionais que o impulsiona, assim será possível aumentar substancialmente as chances de se produzir um marketing viral de sucesso.

Por meio de estudos e investigações sobre elementos de viralidade e interesses da audiência, quem sabe em um futuro próximo seja possível compreender as nuances, os detalhes e as perspectivas que demonstram um anúncio que realmente alcance o patamar de um marketing viral no seu nicho de atuação.

O que resta às empresas e equipes de marketing é ficar atento sobre estudos de caso que podem ajudar a ilustrar bem o que pode passar de um simples momento da vida real e se tornar viral, sempre motivado por emoções, criando campanhas cada vez mais efetivas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Nos siga nas redes sociais!

Behance Behance Linkedin Linkedin Instagram Instagram

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Confira nossa Política de Privacidade.