Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Se você tem aquela sensação de que a todo momento e em todos os lugares estão tentando te vender algo, você provavelmente está… certo!

A cada outdoor que você vê na rua, promoção nas redes sociais, cores dos logotipos de restaurantes como o McDonald’s, por exemplo. Tudo foi planejado milimetricamente para te induzir ao consumo.

Para explicar como isto acontece, iniciaremos esta pauta te contando sobre a psicologia das cores, que nada mais é do que um estudo que mostra como nosso cérebro reage diante de informações captadas visualmente.

 

O que é a Psicologia das Cores e como ela atua na nossa mente?

 

Dentro da psicologia temos um nicho que estuda as sensações que sentimos quando enxergamos uma determinada cor. Utilizando a cor preta como exemplo, a maioria das pessoas aqui no Brasil costuma associar a coisas ruins, estado de espírito ‘para baixo’, já com o amarelo acontece totalmente o contrário, pois remete a luz e assim por diante.

Todo o processo de intuição e atitudes acontecem dentro do nosso subconsciente, no nosso cérebro e é a partir deste estudo que as empresas criam uma infinidade de situações para nos provar que precisamos daquele determinado produto e/ou serviço, através da comunicação das cores com o nosso cérebro.

Isso confirma a afirmação que fizemos no início deste texto, induzindo você a pensar que tudo ao seu redor está te seduzindo a adquirir algo, porque está, seja um produto, serviço, ou até mesmo um comportamento. Entenda:

Você sabia que as cores escolhidas na decoração do McDonald’s foram feitas para te deixar desconfortável no ambiente a ponto de comer o seu lanche e ir embora? Aposto que não, né? Acompanha com a gente…

Paredes em cores vibrantes, uniformes chamativos, mesas e cadeiras super desconfortáveis e o chão em tons pastéis, definitivamente não é um local para sentar e jogar conversa fora. Isso porque o ramo de atividade da empresa é de fast food. Coma e vá embora, simples assim! Desta forma eles conseguem atender mais clientes e reafirmam o modelo de negócio da empresa.

Diferentemente do McCafé, desenvolvido bem mais no futuro, onde até o logo do restaurante ficou mais sofisticado… o ambiente agora é outro, muito diferente do proposto ‘comer e ir embora’. Nesse a proposta é exatamente o contrário, o ambiente traz calmaria, perfeito para tomar um café sozinho, acompanhado ou até mesmo realizar reuniões no local.

 

 

E ainda sobre o McDonald’s, saiba que cada cor escolhida em seu logotipo quer dizer alguma coisa. As cores vibrantes deste restaurante e de alguns outros, de acordo com a psicologia da cor, comunica ao nosso cérebro que estamos com fome. Ou se não estávamos, ao ter contato com as mesmas nós provavelmente ficaremos. E é exatamente essa a ideia, onde o vermelho que representaria o calor/fogo e o amarelo gordura/fritura, aflorando tais sensações no nosso subconsciente.

Falando ainda em restaurantes, pois é um nicho que possibilita associar não somente cores nos logos, mas também ambientes, citaremos a rede Outback. Iluminação convidativa, mesa posta, grande… ideal para reunir aquela galera e ficar lá por horas, gastando, é claro! Aposto que agora você está pensando em vários restaurantes e diversos outros locais que te remetem alguma sensação diferente.

Hospitais e clínicas, por exemplo. Tudo branco, ou em tons claros que transmitem a sensação de limpeza, paz, confiança, otimismo, fé, etc.

 

 

Nada é por acaso e com a psicologia das cores vamos ainda mais longe: alcançar, fidelizar e encantar clientes.

Você já percebeu que a indução do comportamento consumidor faz parte do planejamento de venda, não é mesmo? E unindo a psicologia com o marketing, que é a área que estuda possibilidades e planeja campanhas para se vender algo, temos o neuromarketing.

 

O que é neuromarketing e como usá-lo a favor do meu negócio?

 

O neuromarketing é um estudo neurocientífico utilizado no marketing para intensificar no inconsciente do consumidor a necessidade de algo.

Por exemplo: somos uma empresa de cigarros e estudamos que nosso target, os fumantes, têm os seguintes hábitos:

  • Gostam de tomar café
  • São apreciadores de corrida de fórmula 1
  • A cor que os remete ao hábito de fumar, neste caso, é o vermelho
  • Acompanham o cigarro com amendoim

Após reunir estes e diversos outros comportamentos do meu público, reunimos a equipe de criação e desenvolvemos nossa campanha para 2020. Nossa grande sacada foi: vamos patrocinar alguma empresa da Fórmula 1 fazendo com que a cor do carro deles seja a cor do meu cigarro. Genial, né?

E isto é um case real da Marlboro. Nos anos 90, eles identificaram o comportamento do consumidor e se aliaram à Ferrari. O fumante por sua vez, assistindo a corrida se depara com aquele carro lindo, em um tom de vermelho específico, de acordo com as pesquisas realizadas pelo marketing da Marlboro.

O que ele faz enquanto assiste a Fórmula 1? Acende um cigarro. Tudo porque além de ser fumante, ele foi induzido a isso só de olhar a marca.

  

E as táticas de neuromarketing não param por aí, na verdade elas vão muito além disso!

Existem as cores e suas relações. Vermelho, amarelo e laranja, nos remete intensidade. Tons frios e escuros como verde, azul marinho, cinza, nos traz seriedade. E por aí vai.

A influência sobre o estudo de todas as coisas traz uma autoridade muito grande das empresas para o seu consumidor e é extremamente importante estar munido de todas estas técnicas para alcançar o objetivo desejado. Para te ajudar a compreender como isto pode ser aplicado ao seu negócio, iremos explicar abaixo.

 

Como a escolha das cores pode afetar a criação da minha identidade visual?

 

As cores que você escolherá na criação da sua identidade visual pode falar muito sobre a história da sua empresa e qual papel ela quer ocupar no mercado. O mais indicado neste processo é confiar em um profissional que saiba transparecer para o seu logo a essência que sua empresa gostaria de passar, lembre-se:

  1. Reconhecimento da marca: as cores influenciam diretamente a confiança do cliente na empresa e no reconhecimento da sua marca;
  2. Call to actions (CTA): não há dúvidas de que as cores afetam as conversões em uma campanha;
  3. Motivo de compra: 85% dos compradores escolhem produtos inconscientemente através das cores.

 

 

Essas são apenas três das grandes razões por trás do sucesso da psicologia das cores, somada à práticas de neuromarketing. Esperamos que este post acione a curiosidade na sua mente e que você se aprofunde nesta infinidade de possibilidades para conquistar o seu cliente e transmitir a sua mensagem. 

Compartilhe:

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.