Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

Vamos conversar sobre o seu projeto? SOLICITAR UM ORÇAMENTO

 

Você quer saber como investir em design pode fazer suas vendas alavancarem? Então vamos lá…

Imagine uma situação hipotética onde, no mesmo quarteirão, temos duas lojas vendendo produtos com caraterísticas e qualidade similares.

Para equilibrar ainda mais as coisas, ambas têm quase o mesmo tempo de vida, modelo de negócio, infraestrutura e ótimo atendimento.

Vamos chamá-las de Loja 1 e Loja 2, tudo bem?

Uma diferença clara entre as duas é o sucesso de vendas; a Loja 1 vende 3 vezes mais que a Loja 2, e ainda, seus produtos são mais caros!

Sendo assim, tendo em vista esses dados, você conseguiria explicar o porquê?

Vou começar com a frase de uma personalidade famosa, Jeff Bezos (CEO da Amazon):

“Sua marca é o que as outras pessoas dizem de você quando não está na sala”

Analisando rapidamente a frase, conseguimos entender que a marca não é formada apenas por bens tangíveis (qualidade, atendimento, preço), mas também por valores intangíveis.

Será esse então o grande diferencial da Loja 1? A preocupação com a entrega de valor da sua marca?

Se pensarmos nas grandes marcas, essa afirmação faz todo sentido.

A Apple, por exemplo, consegue vender um smartphone muito mais caro que seu concorrente direto, a Samsung.

Os aparelhos possuem características e tecnologia similares, ótima qualidade, esteticamente atraentes e, mesmo assim, pessoas fazem filas gigantescas para comprar um iPhone.

Comparativo entre um celular da Samsung Galaxy S10 que custa E$ 4499 e um iPhone XS que custa R$ 7299

Ou seja, não basta ter o melhor produto, preço, ou tecnologia, é preciso agregar valor à sua marca.

E é ai que entra o Design!

 

Design = Projeto

 

Há um tempo, tive um professor que me ensinou a essência do Design, me disse que é como pensar na construção de um prédio.

Antes de botar a mão na massa, para subir um edifício, a primeira coisa que você precisa fazer para tudo correr bem, é o projeto.

É ele quem vai determinar o investimento necessário para obra, o tempo que vai durar a construção, quantos profissionais serão precisos e mais, qual a proposta que o edifício vai entregar, se será feito para jovens, um público com renda mais alta ou para pessoas mais humildes.

Quando falamos em construir a identidade de uma marca, o processo é bem parecido, é preciso projetar como você quer que as pessoas enxerguem, pensem e ajam quando falarmos o nome da sua empresa.

Não vou mentir, é demorado, mas vou mostrar alguns pontos que devem ser considerados ao investir em Design:

 

1 – Identidade Visual

 

Vamos fazer uma rápida associação, quando algum desconhecido te encontra na rua, qual é a primeira impressão que tem de você?

Pense nisso e depois associe a resposta com seu estilo.

Esse estranho teve motivos para pensar o que pensou, não teve?

Funciona da mesma forma para as empresas, a diferença é que conseguimos construir essa “primeira impressão”.

A identidade visual é a composição de elementos gráficos e visuais para formar a atmosfera de uma marca, mostrando quais os valores da empresa, no que ela acredita, qual sua missão e até o porquê faz o que faz.

Voltando a questão da Loja 1 e Loja 2.

Com certeza a Loja 1 consegue comunicar sua mensagem de forma mais concreta e homogênea que a Loja 2, seja na sua fachada, cartão de visitas, embalagem, site e até nas suas redes sociais.

Copo da Starbucks com a marca estampada

 

2 – Estratégia Digital

 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) o Brasil tem aproximadamente 420 milhões de aparelhos digitais ativos. Chega a ser uma média de 2 dispositivos digitais por habitante (informações retiradas da revista Época Negócios).

Isso significa que se comunicar com seu cliente por meios digitais, não é mais uma escolha.

Para começar uma estratégia digital é preciso primeiro, pensar onde estou e, onde quero chegar, dessa forma consegue estruturar seu planejamento de maneira mais fácil.

É importe deixar claro seu objetivo, definir seu público-alvo, descobrir onde habitam, do que se alimentam… brincadeira (risos), mas é quase isso. Assim vai saber onde deve se comunicar.

Ter um site por exemplo, é quase uma obrigatoriedade nos dias de hoje, é basicamente como ter um endereço digital, e por isso é tão importante cuidar dele como cuida de seu escritório, sempre pronto para receber seus clientes, fornecedores e parceiros.

Mas não para por ai, são muitos pontos a serem analisados. A maioria dos brasileiros hoje possui um smartphone, todos buscamos a praticidade e comodidade, certo?

Os aplicativos cumprem muito bem essa demanda, um investimento que tem trazido retornos significativos para as empresas, pelo simples fato de ter seu App instalado no celular de seus clientes.

Existem muitas opções de investimentos possíveis para testar, por isso é importante sempre ficar atento no mercado e também nos concorrentes.

 

3 – Resolução de problemas 

 

Uma empresa não consegue seguir em frente se não resolver seus problemas, certo? Uma hora eles vão acabar aparecendo e deixá-los para trás não é uma escolha muito positiva.

Existem métodos valiosos para conseguir chegar à solução de um problema. Funciona até mesmo para lançar um produto ou se aventurar em um novo nicho.

Metodologia do Design Thinking

Outra situação hipotética: imagine por um momento que um dos gargalos da sua empresa seja a venda online, vocês são produtores de conteúdo educativo e não conseguem atingir seu público, pelo menos não com o alcance que gostariam.

Vamos rapidamente falar sobre como atuaríamos nesse caso; empatia, entender verdadeiramente quem são as pessoas envolvidas; definir, encontrar os pontos de conexão com seu público definir sua jornada; idear, imaginar a melhor experiência possível para esse usuário; prototipar, escolher uma das ideias e desenvolver a solução; testar, acompanhamento para validação do protótipo; implementar, organizar todos os elementos necessários para implantar a solução.

Nesse caso, podemos definir que uma solução apropriada poderia ser uma plataforma EAD, facilitando a dispersão de seu conteúdo e guinando seu usuário pela plataforma, de forma a ter um controle melhor de sua experiência.

 

Tudo bem, mas o que tudo isso tem a ver com Design?

 

Bom, tudo que conversamos até agora envolve design, e deu para perceber implicitamente que todos esses pontos se bem trabalhados podem trazer um aumento significativo no seu faturamento. Então, vamos a conclusão.

O design pode construir a identidade visual de uma empresa, criando assim uma marca altamente identificável.

É também utilizado planejar uma estratégia digital e desenvolver um site responsivo ou um aplicativo com uma boa experiência para o usuário (UX).

Feito para solucionar problemas complexos, com a utilização da estratégia de Design Thinking.

Por fim, pode fazer sua empresa crescer, por ser capaz de destacar e evidenciar os diferencias do seu negócio e refletir o propósito em seus produtos.

Aqui, citei apenas conceitos que podem ser aplicados no dia a dia de todas as empresas, claro que há outros serviços que podem ser executados com design.

Mas a pergunta que deixo é:

Vale a pena investir em design?

Compartilhe:

 

 

CONSULTORIA GRATUITA

Vamos definir juntos a melhor estratégia para o seu negócio. Agende um horário para falar com um de nossos especialistas!

Mangu Brand – Design de Identidade © Todos os direitos reservados.